Nossa História...

 

A Pastoral Familiar da Paróquia Nossa Senhora das Dores, iniciou-se em 04 de julho de 1996, através dos casais: José Estevão e Lucicleide, como coordenadores; Perivaldo e Maria como vice-coordenadores; Padre Roque como Assessor espiritual; César e Liduina como Secretários e os setores Pré-matrimonial o casal  Boenimon e Vanilda e Pós-matrimonial casal Décio e Walma.

1996, de acordo com o livro ata, outros casais se integraram às propostas da Pastoral Familiar, entre eles: Terivone e Suely, Vilmone e Marli, Lourival e Maria (que assumiram a tesouraria), Nelson e Eliane, Lupércio e Ana, Laércio e Izabel, José Nonato e Alisangela, Jorgina, Buzo e Vânia, Euripedes e Francisca, João Domingos e Marineuza, Lourival e Devani, Silvânia Barrachi e José Humberto, Irene e Laudemar, Célio e Gleydes. Todos os encontros realizados durante o ano foram estudos, palestras e eventos em prol da formação dos casais. As reuniões aconteciam na casa paroquial.

1997, o grupo contava com a participação de novos casais: Elihu e Carla, Rômulo e Hilda, Gercival e Claudia, Leniza, Gino e Cida, Enaldo e Elizabeth, João Luiz e Luz Maria, Odélio e Nailda, Edson e Ione, Bira e Lena, Adonício e Divina,  Adalto e Marlene, e com a presença do Pe. João Inácio. As reuniões aconteciam em vários locais como: Salão Comunitário Nossa Senhora das Dores, Salão São Sebastião, Salão da Igreja São Francisco de Assis, sempre com o propósito de evangelização. No encerramento deste mesmo ano, foi realizado pelo Pe. João Inácio uma missa, em ação de graças aos trabalhos realizados pela Pastoral Familiar.

1998, alguns casais se afastaram e novos integrantes surgiram; Daniel e Odete, Marlene e Carlos, Nelci e Antonio, Agrimar e Áurea, Sidney e Fabiana. Foi um ano onde o grupo aprofundou-se nos estudos sobre o papel da Pastoral Familiar na comunidade. Devani e Lourival assumiram como secretários. Fizemos alguns eventos como, almoço, churrasco, baile e vendas de bingos para arrecadarmos verba para continuarmos com os trabalhos. Neste mesmo ano, a Pastoral Familiar investiu no programa de atendimento S.O.S família, com a coordenação de Rômulo e Hilda. O Pe. João teve que ir para Brasília, para continuar com seus estudos e o Pe. Flávio assumiu como nosso pároco de apoio. Comemoramos o dia das crianças e então, propomos um trabalho a eles de evangelização e ensaios de cantos para as celebrações, o casal, Agrimar e Áurea ficaram responsáveis pelos ensaios dos cantos. Começamos a aprender Dança de salão. Encerramos o ano com uma celebração na casa da sopa, onde foram entregues brinquedos às crianças. Também entregamos algumas cestas básicas nas casas de famílias mais carentes.    

1999, iniciamos com os trabalhos a todo vapor, assumimos o compromisso de responsabilidade com a missa do segundo Domingo de cada mês. Trabalhamos na festa de São Sebastião. Realizamos cursos de preparação para casais, e realizamos o casamento comunitário; realizamos um dia de evangelização para os casais recém-casados, junto com o E.C.C. e apoio do Pe. José Del’acqua com o tema “Família esteio de uma sociedade sadia”, e a psicóloga Edilamar com o tema “Diferenças psicológicas entre homem e mulher”. Os homens do grupo da pastoral organizaram uma linda homenagem as mães no clube da OAB. Os filhos começam capoeira. Mais novos casais se integraram a pastoral; Eliziário e Alice, Wander e Elaine, Geraldo e Célia, Euler e Cristina, Leonir Vian e Sueli. Realizamos um dia de formação para os novos casais integrantes da pastoral familiar. Realizamos palestras em algumas escolas dos bairros. Pe. João Inácio retorna e enriquece os nossos trabalhos. A pastoral realiza trabalhos manuais com a terceira idade com o tema “É tempo de Reviver”. A Semana Nacional da Família é encerrada no estádio com uma missa campal, junto com as quatro paróquias. Construímos uma casa para uma  família carente. Participamos do desfile de 7 de setembro, com carros alegóricos em homenagem as famílias. Ajudamos na organização para o lançamento do livro do Pe. João Inácio. O programa S.O.S. família, e os trabalhos manuais com a terceira idade são encerrados, devido às dificuldades encontradas pelo grupo. Encerramos o ano com confraternização no Salão São Francisco de Assis.

2000, trabalhamos na festa de São Sebastião. Realizamos a Campanha da Fraternidade. Realizamos um baile de confraternização com o propósito de trazer de volta os casais mais afastados da comunidade, com o tema “Conviver”. Realizamos um retiro para adolescentes e jovens com o tema “Educando para o Amor”. Continuamos com reuniões semanais dos casais e dos adolescentes. Devani acompanha a reunião com os adolescentes, e Nailda assume o livro ata. Realizamos um jantar dançante para comemorar o dia das mães na OAB. Novos casais se integram a pastoral Lindaura e Abmael; Dário e Neironam; Amaro e Ilda; Sinhorinho e Socorro, Lírio e Rejane, Manoel e Maria Aparecida, Vilmar e Sandra, Marlene e Adalto. Continuamos com o grupo de estudos e a presença do Pe. João Inácio. Participamos do desfile 5 de agosto com o tema “A paz começa em casa” e ganhamos o prêmio, sendo um troféu e R$ 1.200,00 (Mil e Duzentos Reais). Pe. João, comentou sobre o terreno no Jardim Floresta e sua vontade de construir uma capela e um local para encontros e retiros. Fizemos um almoço no Salão São Francisco de Assis para arrecadar fundos. Foi feito um mutirão para limpar o terreno e construir um barracão no Jardim Floresta, onde compareceram os pais e os filhos. Realizamos a Semana Nacional da Família no Ginásio da Vila Borges, entre as quatro paróquias. Trabalhamos na Festa Nossa Senhora das Dores. Realizamos um encontro de recém-casados, entre as quatro paróquias. Participamos de mais um lançamento de livros do Pe. João Inácio. Construímos mais uma casa para uma família carente. Fizemos uma viagem com os adolescentes para a Pousada do Rio Quente. Cada um pagou R$ 35,00 (trinta e cinco reais). Realizamos a novena de Natal. Todas as reuniões foram no Salão São Francisco de Assis.

2001, iniciamos o ano com a continuação do curso de Agente da Pastoral Familiar. Realizamos a Campanha da Fraternidade. As reuniões se confirmaram no Salão São Sebastião. Novos casais se integraram a pastoral Lírio e Rejane,Realizamos um retiro para os adolescentes na fazenda do João Luiz e Luz Maria. Devaní organizou as atividades recreativas e Pe. João foi o palestrante. As crianças arrecadam alimentos e são doados na casa de recuperação Nova Vida. As crianças fazem homenagem as mães no Salão São Sebastião. Foi criado um grupo de conscientização política através do professor Claudino e Rômulo, mas, foram poucas as reuniões e logo se findou. Foi feito outro mutirão no Jardim Floresta, onde, plantaram árvores e plantas floridas, e colocaram um padrão de energia doado por José Estevão, Adonício, Lourival Girotto, Sinhorinho e Edson sendo que o mesmo fez a instalação elétrica. Pe. João começa a investir no curso de Teologia e Pe. Flávio nos acompanha nos trabalhos. Através do Sinhorinho, a pastoral é convidada a trabalhar na pecuária no stander da Jonhn Deer / Martinhos e Sobrinhos, onde teríamos uma porcentagem sobre as vendas. Participamos do desfile 5 de agosto com o tema “Família Missionária: protagonista dos novos tempos”, organizado pelas quatro paróquias. Trabalhamos na festa Nossa Senhora das Dores. Os jovens venderam bilhetes com o palpite da abóbora e as crianças com o correio elegante. A renda foi doada para o tratamento de uma criança com problemas cardíacos. Realizamos um almoço com o objetivo de arrecadar verba para continuar com os trabalhos da pastoral. Fizemos uma viagem a Aparecida do Norte num grupo de excursão, onde, cada casal pagou R$ 100,00 (Cem Reais). Realizamos a Novena de Natal nas casas.                       

2002, trabalhamos na festa de São Sebastião (a cobertura da barraca que era de lona passa a ser metálica). Continuamos com o objetivo de trabalhar mais com os adolescentes. Sinhorinho assume o livro ata. Começa o curso de Teologia. Pe. Flávio volta para sua terra natal e Pe. Olavo assume o compromisso de apoiar os trabalhos da pastoral. José Estevão e Lucicleide  comentam a dificuldade de continuarem coordenando a pastoral e que os novos lideres terão todo apoio necessário para que os trabalhos continuem. Trabalhamos na Festa Nossa Senhora das Dores. As reuniões passam a serem extraordinárias.

2003, trabalhamos na Festa São Sebastião. Continuamos com as reuniões extraordinárias. Trabalhamos no Arraial das Abóboras promovido pela Prefeitura Municipal. Em agosto Lourival e Devani, Dário e Neironan assumem a coordenação da pastoral familiar, com o propósito de fazer um dia de evangelização entre todas as pastorais da paróquia, com o objetivo de haver maior integração entre as famílias que trabalham em prol da comunidade. Trabalhamos na festa Nossa Senhora das Dores. Ajudamos uma família com problema de saúde com um valor de R$ 500,00 (Quinhentos Reais); na construção de um cômodo no valor de R$ 300,00 (Trezentos Reais) e doamos R$ 200,00 (Duzentos Reais) na confecção de livros do estatuto dos idosos. Encerramos o ano com uma celebração comemorando as bodas de prata do Edson e Ione no Salão Nossa Senhora das Dores.      

2004, trabalhamos na festa de São Sebastião. Demos continuidade em estudos sobre a pastoral familiar e seu papel na sociedade. Decidimos este ano construir a capela São Judas Tadeu no Jardim Floresta, para que pudéssemos continuar com o trabalho de evangelização naquele bairro. Dividimos novamente os trabalhos dentro do grupo. Adonício e Divina assumem o setor pré-matrimonial; Dário e Neironam o setor pós-matrimonial; José Estevam e Lucicleide o setor casos especiais e Edson e Ione os tempos fortes e Gilmar e Rejane assumem a Infância Missionária. A Semana Nacional da Família foi encerrada com carreata e finalizando no Ginásio Jerônimo Martins, entre as quatro paróquias e com a presença do Bispo Dom Aloísio. Trabalhamos na festa Nossa Senhora das Dores. Realizamos a Campanha do Natal nas casas, com grande participação do grupo. Encerramos o ano com uma confraternização na chácara do Adonício e Divina. A construção da capela ficou bem adiantada para terminar em 2005.

2005, trabalhamos na festa São Sebastião. Contamos com a participação de mais um casal Neilton e Rozangela. Contamos com o Pe. José do Carmo, em nossa paróquia. O tema da campanha da fraternidade foi "Felizes os que promovem a paz" solidariedade e paz. A pastoral familiar assumi o compromisso de acompanhar as pessoas da comunidade São Judas Tadeu todo primeiro sábado de cada mês e Devani e Rosangela faz o cadastro de nove famílias no próprio bairro. A capela São Judas foi terminada e recebeu uma linda gruta doada pela Luciana e esposo, Devani e Lourival conseguiu os bancos de madeira. Também a pastoral trabalhou na festa junina do Colégio Militar e 30% da renda ficou para o próprio colégio, fizemos caldo, chica doida e pamonha. Devani falou na programação de realizar um jantar mexicano para comemorar a Semana Nacional da Família, valorizando assim a importância dessa confraternização na busca de um momento de lazer e alegria em família e ao mesmo tempo arrecadar fundos para continuar os trabalhos. Novas pessoas vieram fazer parte dos projetos da pastoral familiar Lélio e Vera e Sônia. Nesse mesmo ano Lélio e Vera iniciou-se um trabalho de dança com o grupo da pastoral. Realizamos o I Jantar Dançante dia 27/08 no Salão da Paróquia Nossa Senhora das Dores.

2006, trabalhamos na festa de São Sebastião e realizamos a campanha da fraternidade. A capela São Judas Tadeu que foi construida com tanto sacrifício pela pastoral familiar foi demolida com a justificativa que irá construí-la em outro local, devido a ida do João XXIII para o local que a mesma estava, com isso houve revoltas com alguns integrantes da pastoral devido a falta de consideração feita pelo trabalho que a mesma desenvolveu. Realizamos o "II Jantar Dançante" e com a arrecadação adquirimos uma cadeira de rodas motorizada para Divina deficiente física no valor de R$ 5.400,00 a mesma passou no vestibular do curso de fisioterapia e não tinha condições de se locomover.

2007, trabalhamos na festa de São Sebastião. Tivemos a participação do Pe. Olavo e reestruturamos novamente a pastoral com a chegada de novos integrantes, Lupércio, Fátima, Dirce, Irumuara, Paulo, Samita, Kassiane, Valcir. Realizamos grupo de estudo mostrando a importância da família um projeto de amor, desde a criação do mundo e que o casal da pastoral familiar tem que dar exemplo a todas as famílias. As camisetas da pastoral passa a ser azul roial. O "III Jantar Dançante" foi dia 25/08 e a renda será em prol do encontro de adolescentes e jovens que acontecerá no próximo ano. ajudamos a vendar um bingo em beneficio da construção da Igreja São Sebastião. Nova formação dos coordenadores da pastoral familiar, Lourival e Devani continuam como coordenadores.

2008, trabalhamos na festa de São Sebastião e realizamos a campanha da fraternidade. Tivemos curso de formação bíblica no Centro de Teologia. Novos integrantes José Carlos e Telma, Edmar e Marice, Castorina. Realizamos o encontro de adolescentes e jovens, toda a paróquia foi convidada a participar convidando os jovens da sua comunidade. O "IV Jantar Dançante" foi realizado no clube Campestre, devido a grande participação das famílias. Realizamos também o "I Arraiá da Pastoral Familiar". Foi implantado a idéia do projeto das fraldas geriátricas trazida pelo casal Rômulo e Hilda no encerramento da novena em família.  

2009, trabalhamos na festa de São Sebastião com nova estrutura. Iniciamos o projeto "Fralda Solidária", cujo nome foi discutido e definido pelo grupo, e o objetivo principal é fazer doação de fraldas as pessoas acamadas e idosas da nossa cidade, independente de religião. Realizamos a campanha da fraternidade. Novos integrantes Marta e Celso, Manoel e Sueli, Ismael e Eliziane, Fábio e Flávia, Eduardo e Alline, Diego e Aline e o retorno de José Estevam e Lucicleide. Realizamos o II Arraiá, o V Jantar Dançante e o I Informativo da pastoral. Tivemos a participação do Pe. João Inácio que muito nos enriquece com suas palavras.

2010, trabalhamos na festa de São Sebastião, campanha da fraternidade e novena em família. Inauguramos o projeto "Fralda Solidária" com a presença do representante da Secretaria de Saúde Eduardo Ribeiro, o Deputado Estadual Pe. Ferreira, a Vereadora Maria José, representante do Conselho da paróquia Segalim, Pe. Olavo, Pe. João, coordenadores da pastoral familiar Lourival e Devani Girotto, coordenadores do projeto fralda Lélio e Vera e toda a equipe de agentes da pastoral familiar. Realizamos o III Arraiá dia 26/06 na nutrifest e o VI Jantar Dançante dia 21/08 no Clube Campestre. Pe. joão Inácio vai embora pra Lucas de Rio Verde lecionar em uma faculdade.

2011, trabalhamos na festa de São Sebastião, campanha da fraternidade e a novena em família. Reformamos o Salão onde funciona o projeto das fraldas para facilitar o trabalho do grupo. Novos integrantes Wilson e Angelica, alexandre e Márcia, Hermom e Marcella, Rodrigo e Fabiana, Leandro e Karla, Allan e Aline, Marcelo e Káttia, Marcelo e cristina, Elmar e Maria Madalena, Maria Neuza e Eliana.  realizamos IV Arraiá no espaço da nutrifest. Realizamos juntamente com a pastoral vocacional um casamento comunitário na capela São Judas Tadeu no Jardim floresta. O VII Jantar Dançante aconteceu no CTG Centro de Tradições Gaúchas, com a participação da dupla Rezende e Renato, procuramos um espaço maior devido a grande participação das famílias, graças a Deus hoje é um sucesso o nosso jantar disse Devani. Ajudamos na construção de uma casa no Bairro Serpró família muito carente. 

2012, trabalhamos na festa de São Sebastião e realizamos a campanha da fraternidade. Ampliamos o espaço do Salão do projeto fraldas. A Pastoral Familiar começa um novo projeto "Amor Solidário", ministrado por psicólogas e sob a coordenação do Fábio e Flávia e a psicóloga Edilamar Fagundes. O arraiá foi suspenso devido a morte do Lécio irmão do Lélio. O VIII Jantar Dançante desse ano aconteceu na vespera do dia dos pais, o Pe. Olavo disse que gostaria que essa data fosse continuada, o jantar foi realizado no CTG e com a presença dos cantores Rezende e Renato. Lourival e Devani não participaram devido a morte de sua sobrinha. Fizemos uma reunião informando a todos da pastoral, os setores onde estão sendo entregue as fraldas, mas de cem pessoas estão sendo beneficiadas. Realizamos a novena de natal e a doação da campanha foi entregue ao CAT - Centro de Atendimento Temporário, doamos roupas e brinquedos as crianças que ali estavam. 

2013, trabalhamos na Festa de São sebastião, aumentamos o espaço físico para atender o grande número de integrantes da pastoral e compramos um balcão novo. Dividimos as equipes de trabalho para não sobrecarregar as mesmas pessoas e solicitamos para que ninguém fizesse uso de bebida alcóolica durante o trabalho. foi realizado uma palestra pelo casal Gilmar e Rejane "Seis sapatos atuantes" onde foi explicado cada estilo de sapato na nossa vida social, no convivio da comunidade e também na Pastoral Fmiliar. Comemoramos o dia das mães com apresentação das crianças e também passamos um vídeo para que relembrem e os novos integrantes conhecer a história da Pastoral Familiar. Em agosto realizamos o "IX Jantar Dançante" no salão do CTG com valor de R$ 60,00 por pessoa, incluindo somente o jantar e sobremesa. discutimos sobre a banda que atrasou e CTG entregou o salão muito sujo e o preço foi muito alto pelas condições do salão. Também apresentou-se o portifólio da pastoral com fotos e textos sobre os 17 anos de história da pastoral. Enfatizamos sobre a importância de se formar novas lideranças para os trabalhos e Devani disse que daria um tempo na pastoral devido ao aumento dos compromissos pessoais, o grupo não concordou e então sugerimos a divisão de responsabilidade de tarefas. também foi sugerido criar um estatuto para a pastoral João e Eduardo ficaram responsáveis por fazê-lo. foi sugerido que Gilmar e Rejane assumissem a coordenação da pastoral, mas os mesmos não aceitaram. Novos casais surgiram na pastoral realizamos uma dinâmica com balões, cujo objetivo foi deixar claro que devemos viver em harmonia e ter mais amor ao próximo. Lélio comentou que a equipe do Conselho gostaria de assumir um dia nas fraldas.

2014, nos reunimos na casa de Lourival e Devani para tratarmos de assuntos da Festa de São Sebastião. Devani fez a leitura de uma mensagem "A importância do trabalho em equipe", e acrescentou que vai permanecer firme na pastoral e, com isso deixou a equipe feliz. Foi entregue o calendário com datas das reuniões, missas, fraldas e jantar dançante. Elmar, Maria madalena, Paulo e Samita ficaram responsáveis pela galinhada na festa de São Sebastião e também foi feito a escala das equipes de trabalho para os 10 dias de festa. Os preços ficaram assim: R$ 8,00 galinhada, R$ 5,00 chica doida, R$ 4,00 caldo e R$ 3,00 pamonha. Também solicitaram banheiro químico para que a equipe de trabalho utilize, a maioria não concordaram com medo de não dar certo devido os noiados da praça. Na primeira reunião deste ano foi realizada uma palestra com Rita de Cássia Lima, a qual relatou e explicou para os casais presentes que a vida é esta que dança, pula, ri e passa e o ato de doar durante esta vida é que te faz florescer. Em março tivemos a palestra com o casal Fernando e Miriam com o tema "Família empreendedora" com valorização da mulher no sucesso da família e a nova visão da família nos dias de hoje. Em maio a coordenadora da Pastoral Familiar Devani Girotto realizou uma dinâmica com objetivo de falar sobre o simbolismo da união e em especial as mães. As crianças realizaram um jogral em homenagem as mães e finalizamos com uma mensagem em vídeo "Deus criou as mães". No mês de outubro Devani Girotto palestrou sobre o "Ser Voluntário - uma Benção de Deus" e apresentou o projeto PAS - Programa de Assistência Socilidária, em seguida distribuiu uma folha para que todos se manifestassem a respeito do projeto, se caso fossem escolhido para ser o coordenador. Várias respostas surgiram do grupo: Envolver pessoas que realmente se identifique com a ação de ser solidário e disponibilidade; ter fé e esperança e um bom relacionamento com a comunidade; fazer planejamento com objetivos; ser humilde; ser firme nas decisões; delegar funções; buscar participações da comunidade não atuante; criar um estatuto; arregaçar as mangas e formar equipe; dividir obrigações delegar responsabilidades para se sentir importantes na equipe e por fim ter muito amor, dedicação e determinação em tudo que for fazer. Estas foram as respostas do grupo. No dia 07 de novembro aconteceu uma reunião na residência do Lourival e Devani, com os líderes da Pastoral Familiar e foi apresentado pela coordenadora Devani o tema: "Conflitos e Negociações", onde cada um deu sua opinião e discutiu sobre os trabalhos para o ano de 2015. Ficou acertado que cada membro use o uniforme, ou seja, a camiseta com o símbolo da pastoral familiar para se identificar e também fazer a acolhida das pessoas novatas que estão chegando para contribuir no projeto Fralda Solidária. No dia 13 de novembro reuniu-se todos os membros da Pastoral Familiar para tratar de assuntos relacionados ao encerramento do ano e principalmente ao evento que acontecerá como Gesto Concreto da Novena do Natal. O evento vai acontecer no dia 13 de dezembro no auditório da FAR, cujo objetivo é de oportunizar aos cuidadores das pessoas beneficiadas com as fraldas geriátricas a um momento de lazer e cultura. Infelizmente foi adiado esse evento e o gesto congreto foi doação de fraldas infantis as crianças necessitadas.

2015, no dia 07 de janeiro aconteceu a primeira reunião para tratar da festa São Sebastião. Conforme o combinado foi dividido três equipes para os trabalhos na barraca e em cada equipe ficou um casal com experiência responsável pela chica doida, caldo e galinhada. Na reunião de fevereiro foi discutido sobre a escala das equipes, todos elogiaram a escala e disse que foi muito válido. A Campanha da Fraternidade "Eu vim para servir" iniciou-se também em fevereiro. Em março não reunimos e na reunião de abril foi entregue os livros "Hora da Família" para evangelização nas casas. Também foi discutido sobre o XI Jantar Dançante e alguns pontos da Fralda Solidária com prestação de contas apresentadas pelo tesoureiro Lélio Ribeiro.